quarta-feira, 23 de março de 2011

Cidade da Sibéria quer centro para estudar... yétis



A administração local da região siberiana de Kemerovo, na Rússia quer agora criar um instituto científico para estudar a criatura.

Para sua grande sorte, porque ele acabou por lhe salvar a vida, Tintim encontrou o yéti na sua perigosa viagem ao Tibete. E foi talvez essa história de Hergé a que mais fez pela fama do Abominável Homem das Neves. Diz a lenda (e as gentes locais) que esse ser descomunal vive algures nos Himalaias. No entanto, a região siberiana de Kemerovo, na Rússia, também tem a sua versão do yéti e a administração local quer agora criar um instituto científico para estudar a criatura. "É a sequência lógica das investigações que têm sido feitas sobre o yéti", explicou a administração local, citada pela AFP.

Para já, está agendada até ao final do ano uma conferência internacional sobre o yéti na cidade de Tachtagol, naquela região, que contará com a participação de "especialistas sobre hominídeos", segundo as autoridades da região. "Em função dos resultados, tomaremos uma decisão sobre a abertura de um instituto de investigação para estudar o yéti", adiantam os responsáveis.

Igor Bourtsev, um especialista russo sobre o grande Homem da Neves, citado pelas autoridades locais, diz que existem cerca de 30 especialistas que actualmente estudam essas criaturas. "Pensamos que pertencem a uma linha separada da evolução humana e que vivem em harmonia com a natureza", explica o especialista russo.

Bourtsev tinha anteriormente adiantado à agência Itar-Tass que estava prevista a abertura de um instituto de investigação nesta área na universidade estatal da região, mas esta já veio desmentir tal intenção. Há quem pense que tudo isto tem mais a ver com turismo do que outra coisa qualquer. Mas resta sempre a possibilidade de estudar o fenómeno antropológico.

fonte: DN

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...