sábado, 9 de abril de 2016

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Mapinguari


O Mapinguari é uma lenda derivada de algumas lendas dos Índios da Região Amazónica. Os caboclos contam que dentro da floresta vive o Mapinguari, um gigante peludo com um olho na testa e a boca no umbigo. Para uns, ele é realmente coberto de pelos, porém usa uma armadura feita do casco da tartaruga, para outros, a sua pele é igual ao couro de jacaré. Segundo esta Lenda, alguns índios ao atingirem uma idade mais avançada evoluiriam e transformariam-se em Mapinguari e passariam a habitar o interior das florestas passando a viver apenas no seu interior e sozinhos. Há também quem diga que seus pés têm o formato de uma mão de pilão. O Mapinguari emite um gritos semelhantes ao grito dado pelos caçadores. Se alguém responder, ele logo vai ao encontro do desavisado, que acaba perdendo a vida. A criatura é selvagem e não teme nem caçador, porque é capaz de dilatar o aço quando sopra no cano da espingarda. Os ribeirinhos amazónicos contam muitas histórias de grandes combates entre o Mapinguari e valentes caçadores. O Mapinguari sempre leva vantagem e os caçadores que conseguem sobreviver, muitas vezes ficam aleijados ou com terríveis marcas no corpo para o resto de suas vidas. Há quem diga que o Mapinguari só anda pelas florestas de dia, guardando a noite para dormir. Quando anda pela mata, vai gritando, quebrando galhos e derrubando árvores, deixando um rastro de destruição. Outros contam que ele só aparece nos dias santos ou feriados. Dizem que ele só foge quando vê um bicho-preguiça.


domingo, 9 de fevereiro de 2014

Cadáver do homem das neves fará tournée mundial








O norte-americano Rick Dyer informou sobre o início, em 06 de fevereiro, duma tournée mundial, na qual ele pretende exibir o cadáver de um homem das neves pretensamente morto por ele em 2012, no estado do Texas.

Os primeiros a ver o cadáver do yeti serão os habitantes da cidade de Flagstaff (estado de Arizona), escreve o The Daily Mail. Referindo-se a seus planos posteriores, o norte-americano assinalou que em breve ofereceria uma entrevista coletiva, respondendo a todas as perguntas que lhe forem formuladas.

Segundo Dyer, ele matou o homem das neves atraindo-o com costelas de porco. Em 2008, ele já tentara fazer passar por yeti o couro de um símio, mas desta vez prometeu mostrar um verdadeiro homem das neves e os resultados dos testes do seu ADN.


sábado, 19 de outubro de 2013

Mistério do yeti? Afinal pode ser um urso híbrido

São várias as imagens de alegados avistamentos do yeti

São várias as imagens de alegados avistamentos do yeti

O mistério do Abominável Homem das Neves foi resolvido? Segundo um investigador britânico da universidade de Oxford, o lendário Yeti poderia ser o resultado do cruzamento de um antepassado do urso polar e um urso castanho.

O geneticista Bryan Sykes explicou hoje ter realizado testes de ADN a uma série de amostras de pêlo de animais encontrados nos Himalais."Encontrámos uma correspondência genética total entre duas amostras dos Himalaias e um antepassado do urso polar", disse Sykes à BBC.

O ADN de duas criaturas não identificadas provenientes da região de Ladakh na Índia e do Butão correspondia a 100% a uma amostra retirada do maxilar de um urso polar encontrada no arquipélago norueguês das Svalbard onde viveu há 40 mil a 120 mil anos atrás.

"Ainda há trabalho a fazer para interpretar estes resultados", explicou Sykes, "mas pode significar que existe uma sub-espécie de urso castanho nos Himalais que descende de um antepassado do urso polar".

O mito do Yeti, muitas vezes descrito como uma criatura meio homem meio macaco, foi alimentado pelas fotografias de pegadas gigantes na neve tiradas pelo alpinista britânico Eric Shipton durante a sua expeidão ao Evereste em 1951.

O também alpinista Reinhold Messner, que por várias vezes subiu os picos dos Himalaias e em 1986 acreditou ter avistado o Yeti, concluiu em 1998 no seu livro 'A Minha busca do Yeti' que este não existia a não ser na imaginação das pessoas que o confundem com o urso castanho dos Himalaias.


domingo, 30 de junho de 2013

‘Pé Grande congelado’ vai ser exibido em museu


Desde que foi descoberto, o ‘Homem gelado do Minnesota’ chegou a ser exibido em feiras, depois de dois criptozoológos terem concluído tratar-se dos restos mortais de “uma espécie desconhecida”

É uma descoberta misteriosa com décadas, mas voltou agora a dar que falar: o famoso ‘Homem gelado do Minnesota’ vai ser exibido no Museu de Coisas Bizarras, em Austin, no Texas (EUA), a partir da próxima semana.

De acordo com o líder do museu Steve Busti, os restos mortais da criatura, descoberta em 1968, vão estar em exposição a partir do dia 3 de julho, quarta feira.

Com 1,8 metros de altura, o ‘homem gelado’, que muitos dizem ser do tempo dos Neandertais e outros defendem ser a prova da existência do ‘Pé Grande’, é peludo e foi encontrado num bloco de gelo sólido, dentro de um ‘caixão refrigerado’.

Desde que foi descoberto, o ‘Homem gelado do Minnesota’ chegou a ser exibido em feiras, depois de dois criptozoológos terem concluído tratar-se dos restos mortais de “uma espécie desconhecida”.


sábado, 8 de junho de 2013

Pé-Grande é morto nos EUA, mas cadáver desaparece


John Winesickle

Fanáticos por teorias da conspiração acusam o governo de desaparecer com corpo para esconder provas.

Entre todas as criaturas fantásticas cuja existência ninguém foi capaz de provar, o Pé-Grande é uma das mais notáveis.

Tanto é assim que, mesmo quando umaa pessoa jura que matou o bicho, seu cadáver desaparece sem deixar vestígios.

Foi isso que aconteceu com John Winesickle, um caçador de perus que mora num pequeno povoado do condado de Somerset, na Pensilvânia (EUA).

A parada toda começou no dia 14/5, quando a polícia recebeu o telefonema de Winesickle em seu serviço de emergência. Winesickle reportou que encontrou uma pegada do mítico Pé-Grande em sua propriedade. Com o chamado aberto, oficiais receberam a incumbência de ir até o local investigar.


Em questão de horas, a Pennsylvania Bigfoot Society — sociedade que estuda eventos ligados a aparições do bicharoco — recebeu um e-mail de um colaborador, que dizia ter ouvido a frequência da polícia e detectado um informe de investigação em andamento sobre suposta pegada do Pé-Grande. 

Pouco depois, outra mensagem, ainda mais promissora. 

— Oficiais confirmaram presença de um animal não identificado, que foi alvejado e morto. Detalhes estão um pouco nebulosos até o momento. 

Levou mais 40 minutos, até que mais um e-mail chegasse à sede da Pennsylvania Bigfoot Society e ele exultava.

— Olá. SIM! Isso é legítimo! Um boletim estranho caiu em nossa rede aqui em Somerset, Pensilvânia, poucas milhas distante do memorial ao voo 93 [esse é aquele avião que foi capturado por terroristas durante o atentado de 11 de setembro, mas seus passageiros reagiram e conseguiram evitar que ele chocasse contra o Capitólio — o centro legislativo dos EUA]. 

A mesma mensagem contava como um colaborador da sociedade de amigos do Pé-Grande, monitorando a frequência de rádio, ouviu um policial dizer “há um corpo”.

De acordo com esse colaborador, a próxima frase dita no rádio, por uma voz diferente, foi “ligue para a central”.

O mesmo colaborador ainda reportou imensos helicópteros — “o barulho deles era tão alto que abanpu a minha casa” — dirigindo-se ao local em que o Pé-Grande havia sido avistado.

De acordo com o e-mail, seriam quatro helicópteros Apache avançando em formação.

De acordo com registos da polícia, o oficial que examinou as pegadas teria sido Christopher Swartze e a conclusão a que ele chegou é de que seriam de um urso.

O caçador não ficou nada feliz em saber que a conclusão era essa e teria argumentado que urso nenhum na face do planeta Terra seria capaz de cobrir tamanha distância andando sobre duas pernas e acrescentou que tinha certeza de que isso era coisa do Pé-Grande.

Para Thomas Rogers, que investiga relatos de aparições do Pé-Grande há 24 anos, dá pra sentir o dedo do governo se mexendo por trás disso.

— Eles claramente sabem de algo, mas estão mantendo a gente no escuro. Como todos esses relatos de aparições, isso precisa ser levado a sério e este caso não é diferente. Infelizmente para nós, porém, até que um cadáver seja encontrado, a questão a respeito da existência ou não do Pé-Grande vai continuar sendo um mistério.

Não é a primeira vez que alguém diz ter um cadáver de Pé-Grande para mostrar ao mundo. Em fevereiro, um texano disse ter matado o grandalhão num acampamento perto de San Antonio, mas que só mostraria o cadáver depois que um documentário sobre sua caçada fosse lançado.

fonte: R7

domingo, 28 de abril de 2013

Pé gigante em decomposição gera mistério


A descoberta gerou já múltiplas teorias, havendo quem defenda que se trata de um vestígio da mítica criatura ‘Pé Grande’

Um pé de enormes proporções foi encontrado num bosque de Lakeville, no Massachussets (EUA), e está a gerar mistério.

As autoridades policiais locais deram com os fragmentos do membro que gerou especulação devido ao seu enorme tamanho, desconhecendo-se se pertence a um humano.

De acordo com a imagem revelada esta semana, o pé tem cinco dedos e foi encontrado por um par de jovens.

Segundo o ‘Daily Mirror’, especialistas médicos já testaram o membro mas terão de ser feitos mais exames para descobrir a sua génese.

A descoberta gerou já múltiplas teorias, havendo quem defenda que se trata de um vestígio da mítica criatura ‘Pé Grande’.

Ao mesmo jornal, o chefe da polícia local Frank Alvilhiera sugeriu que pode tratar-se da pata de um urso. Contudo, refere que “terá de haver mais tempo antes dos resultados oficiais”.


Bigfoot em Clearfield, Pensilvânia ?


A policia de Lawrence Township continua recebendo relatos não confirmados sobre avistamentos do "Bigfoot" na área River Road/Kerr Addition.

A polícia ainda precisa obter provas para validar esses encontros, mas os motoristas por precaução devem viajar na River Road em alerta para o aumento da atividade animal.

O aumento da atividade animal é devido ao resultado da melhoria das condições de tempo. Como medida de precaução, sinais foram erguidos nestas "áreas de passagem".

fonte: The Progress

Esqueleto de "dragão" aparece no mar da China



O esqueleto de uma criatura grande foi descoberto na costa de Shandong na China.

Medindo 3,5 m de comprimento, o esqueleto tem gerado muita atenção desde que foi içado das profundezas. Equipes de câmera locais e multidões de curiosos logo se reuniram para um vislumbre da estranha criatura, cujas origens ainda não foram confirmadas

Apesar da notícia ter sido publicada no último 01 de abril, a história original remonta a 28 de março e não é, aparentemente, uma brincadeira do Dia da Mentira. 

Especulações são abundantes sobre o que a criatura realmente é. Algumas pessoas dizem acreditar que o esqueleto, composto por 153 articulações individuais, é de um dragão ou monstro do mar, enquanto outros – são mais céticos – acreditam que o mesmo pode ser de um tubarão ou outra criatura marinha.


terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Sibéria quer construir parque e hotel do 'Abominável Homem das Neves'


Homem vestido de Yeti em evento da estação de esqui onde será construído o parque temático (Foto: Divulgação/sheregesh.su)

Gerente afirma que já o viu e diz que turistas também terão essa chance. Região é conhecida como o 'lar' da criatura mítica, conhecida como Yeti.

Um novo parque temático dedicado ao "Abominável Homem das Neves" será construído na Rússia, afirma o jornal "Siberian Times".

O empreendimento, que deve ter hotel, museu e brinquedos para crianças, foi anunciado por uma estação de esqui localizada nas montanhas de Shoria, na parte sul da Sibéria.

A área é conhecida como o “lar” dessa criatura mítica, conhecida em alguns países como Yeti.

O governador da região, Aman Tuleyev, chegou a oferecer uma recompensa de 1 milhão de rublos (cerca de R$ 67.480) para quem conseguir capturar um exemplar e provar sua existência. “Eu me sentarei com ele, conversarei e tomarei uma xícara de chá”, prometeu.

Com o novo parque dedicado ao Yeti, espera-se atrair mais turistas para a região, da mesma forma que a Escócia explora a lenda do Monstro do Lago Ness.


Estação de esqui de Sheregesh, na Sibéria (Foto: Divulgação/sheregesh.su)

Em entrevista ao “Siberian Times”, o gerente da estação de esqui Sheregesh, Igor Idimeshev, de 48 anos, que está por trás da construção do novo parque, afirma que já viu o "Abominável Homem das Neves" várias vezes, ao sair para caçar.


Igor Idimeshev

“Acho que eles não são deste mundo, são de origem extraterrestre. Eles podem desaparecer e depois se materializam de repente. Também é extraordinário que o pelo deles fique iluminado à noite e eles poderem andar sobre a água”, afirma.


Ele garantiu ao jornal russo que quem visitar o futuro Parque do Yeti terá a chance de ver a criatura. Igor também quer que o local seja sede de conferências e seminários dedicados à criatura.

fonte: G1

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...